Cinco suspeitos são presos em festa de facção criminosa na Grande Fortaleza.

Cinco suspeitos são presos em festa de facção criminosa na Grande Fortaleza.

Uma festa organizada por uma facção criminosa foi interrompida na tarde da última quinta-feira (21/05), em Caucaia, na Grande Fortaleza, por uma equipe da Polícia Militar. De acordo com a Corporação, cinco suspeitos foram presos na ação e duas armas de fogo foram encontradas próximo ao grupo.

A PM, de acordo com a Secretaria, foi até a região após receber uma denúncia de disparos de arma de fogo na localidade de Madureira, no bairro Guajiru. No local, a Polícia identificou o grupo, que estava ingerindo bebida alcoólica em uma rua e resistiu à abordagem policial. Um dos suspeitos chegou a morder a mão de um dos agentes. Ainda segundo a secretaria, outro suspeito preso utilizava tornozeleira eletrônica e tem passagens por porte ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas, associação criminosa e corrupção de menor.

De acordo com a Instituição, os dois homens já foram presos em 2018 por tentativa de homicídio contra agente de segurança após efetuarem disparos de arma de fogo contra a Polícia durante um confronto, também em Caucaia. Na ação, que aconteceu há cerca de dois anos, os dois haviam sido presos com armas e drogas.

Prisão de outros suspeitos:

A Secretaria informou que foram presos ainda um homem de 26 anos, que também estava usando uma tornozeleira eletrônica e tem passagens por tentativa de homicídio, integrar organização criminosa, porte ilegal de arma de fogo e crime ambiental. Além dele, foram capturados outros dois homens sem antecedentes criminais.

Após as capturas, a PM realizou buscas em um imóvel abandonado, próximo ao grupo, onde foram encontradas duas armas de fogo artesanais, calibre 12, e quatro munições intactas, além de uma balança de precisão.

De acordo com o Órgão, apesar da estrutura das armas parecerem inofensivas, a pressão realizada pelos dois canos acoplados pode realizar disparos. Ainda durante a ação, duas placas de um veículo roubado em 2019 foram apreendidas na casa de um dos suspeitos.

Em seguida, conforme a Corporação, o grupo foi levado à Delegacia Metropolitana de Caucaia. Na repartição, os suspeitos foram autuados por resistência, lesão corporal e, ainda, por infringir determinação do Governo do Estado do Ceará que proíbe aglomerações com o objetivo de conter o novo coronavírus.