Paraíba tem aumento de 23,1% no número de mortes violentas intencionais.

Paraíba tem aumento de 23,1% no número de mortes violentas intencionais.

A Paraíba registrou em 2020 um aumento de 23,1% no número de mortes violentas intencionais se comparado com 2019. É o terceiro maior aumento entre todos os estados brasileiros, ficando atrás apenas de Ceará (75,1%) e Maranhão (30,2%). Os números colocam ainda um fim a nove anos seguidos de redução no números de mortes violentas na Paraíba. Isso porque desde 2011 o estado registrava sistemáticas reduções, o que foi quebrado agora.

Os números estão na 15ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, que foi publicado nesta quinta-feira (15) pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública.

Em 2020, foram 1.166 mortes violentas na Paraíba, contra 942 registradas um ano antes. O estado, assim, está dentro de uma maioria de 16 de unidades federativas brasileiras que registraram aumento no número de mortes violentas no ano passado.

Em termos proporcionais, o estado registrou 28,9 mortes a cada 100 mil habitantes, ficando assim acima da média nacional de 23,6 e com o 13º pior índice nacional.

O levantamento mostra também que as forças policiais paraibanas mataram mais em 2020 do que em 2019. Saiu de 26 mortes decorrentes de intervenção policial em 2019 para 38 em 2020.

Fim das reduções

Ao se analisar a série história das mortes violentas intencionais na Paraíba, percebe-se que os números voltaram a crescer pela primeira vez desde 2011.

Naquele ano, a Paraíba registrava 44 mortes violentas a cada 100 mil habitantes. Esse ano foi caindo sucessivamente até chegar a 23,4 em 2019, voltando a crescer em 2020. O número atual é próximo ao registrado em 2018, quando foram registradas 30,3 mortes violentas por 100 mil habitantes.

 

Mesmo com o aumento, no acumulado entre 2011 e 2020 a Paraíba tem a quinta maior redução de mortes, visto que o índice de 2020 na Paraíba é 34,3% menor do que aquele de 2011. A Paraíba empata com Minas Gerais e fica atrás de Distrito Federal (-51,4%), Alagoas (-51,1%), Ceará (-39,7%) e Paraná (-34,7%) no acumulado.

Governador ressalta dados positivos

Pelas redes sociais, o governador da Paraíba, João Azevêdo (Cidadania), não comentou o aumento no número de mortes violentas intencionais. E, buscando um viés positivo, optou por justamente comparar os números com outros estados. Ressaltou também o investimento do estado em segurança pública e lembrou que houve redução no número de roubos e furtos no estado. De 22,8% nos roubos e furtos de veículos e 21,2% em roubos gerais.

Fonte: G1-PB.