Sete planos de saúde estão sendo investigados por supostos reajustes abusivos no Maranhão.

Sete planos de saúde estão sendo investigados por supostos reajustes abusivos no Maranhão.

Sete operadoras de planos de saúde estão sendo investigadas pelo Instituto de Promoção e Defesa do Cidadão e Consumidor do Maranhão (Procon/MA). O órgão apura as denúncias de consumidores de que os convênios teriam reajustado as mensalidades com valores abusivos.

As administradoras dos convênios Amil, Sul América, Unihosp, Unimed, Unimed Imperatriz, Cassi e Hapvida foram notificadas e deverão apresentar ao Procon/MA os percentuais de reajustes aplicados e as formas de ressarcimento aos consumidores, caso sejam comprovadas abusividades.

Em setembro de 2020, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) suspendeu a alteração anual nos valores de contratos de todos os tipos de planos de saúde – individual/familiar e coletivos (por adesão e empresariais), por conta da pandemia da Covid-19. Esses valores voltariam a ser cobrados a partir de janeiro de 2021 e distribuídos durante todo o ano.

As notificações foram iniciadas na última segunda-feira (22), e as operadoras têm prazo de cinco dias, a contar do recebimento da notificação, para responder ao órgão estadual.

Consumidores que se depararem com aumentos não justificados e explicados nas faturas devem solicitar esclarecimento às operadoras, e formalizarem denúncias, as quais podem ser feitas por meio do site, aplicativo PROCON MA ou presencialmente em uma das unidades do instituto.