Crediamigo chega à operação de número 50 milhões.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram

Confiança, facilidade ao crédito e orientação para o negócio. A fórmula simples iniciada em 1998 resultou no maior programa de microcrédito da América Latina. O Crediamigo do Banco do Nordeste já acumula, nesses 24 anos de atuação, 50 milhões de operações. A marca foi alcançada no empréstimo para a vendedora autônoma de roupas e cosméticos, Maria da Conceição Rosa, de Cafarnaum (BA). Ela foi homenageada pelo Banco nesta sexta (18), em Salvador, em evento com a presença do presidente do BNB, José Gomes da Costa.

Cinha, como também é conhecida, integra uma carteira com mais de 2,4 milhões de clientes ativos. Somente nos últimos dez anos, o programa cresceu 81% em número de clientes e 450% em valor de carteira ativa, que já soma R$ 7,3 bilhões.

Desde sua criação, o Crediamigo vem investindo na base da economia e aplicou, em 24 anos, mais de R$ 96,8 bilhões na região. Na visão do presidente do Banco do Nordeste, José Gomes da Costa, um dos motivos de seu sucesso é a capilaridade. “Os agentes do Crediamigo chegam a todos os municípios onde o Banco atua. Com valor médio de R$ 3 mil por empréstimo, os recursos do programa vêm transformando a vida de milhões de pessoas”.

Gente como dona Cinha, cliente há 18 anos e que já realizou 33 financiamentos. Ela viu no Crediamigo uma oportunidade de potencializar seu faturamento. Iguais a ela, outras 1,65 milhão de mulheres também utilizam o microcrédito para aumentar a renda familiar. As mulheres representam 67% dos clientes do programa.

“O Crediamigo vem nos ajudando muito. A gente vive como sacoleira e esta é uma instituição que nos atende muito bem. Minha mãe já tem 18 anos que é cliente, e a gente vai pedir a Deus que venham muito mais anos com vocês”, afirma Cíntia Rosa de Souza, filha que representou dona Cinha no evento e que também é cliente do programa.

As operações realizadas em 2021 somaram R$ 12,7 bilhões em toda área de atuação do Banco, que inclui estados do Nordeste e parte de Minas Gerais e Espírito Santo. Somente no Maranhão, foram realizadas, no ano passado, 396 mil operações que somaram R$ 1,4 bilhão.

POSTS RELACIONADOS