Após novas imagens do 8 de Janeiro, Gonçalves Dias pede demissão do GSI.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) da Presidência da República, general Gonçalves Dias, pediu demissão do cargo nesta quarta-feira (19/04), após o vazamento de vídeos que mostram a sua presença no Palácio do Planalto durante os atos de 8 de Janeiro, quando as sedes dos Três Poderes foram invadidas e depredadas.

Informação foi confirmada pela repórter Paula Lobão, da Jovem Pan News. Imagens do circuito de segurança do Planalto mostram Dias andando pelo local durante a invasão. Na gravação é possível ver o general caminhando no terceiro andar do palácio, na antessala do gabinete do presidente da República. Minutos depois, ele caminha pelo mesmo corredor que invasores e, aparentemente, indica a saída de emergência aos manifestantes.

Como a Jovem Pan mostrou, Marco Edson Gonçalves Dias, general da reserva do Exército Brasileiro, foi indicado ao GSI por Lula em dezembro do ano passado. “A primeira pessoa que queria chamar é o Gonçalves Dias, que foi chefe da minha segurança por 8 anos e será agora ministro do GSI”, afirmou o mandatário na ocasião.

Antes disso, o militar já havia atuado na segurança pessoal do petista durante seus dois primeiros mandatos, de 2003 a 2009, como Secretário de Segurança da Presidência da República, e na gestão de Dilma Rousseff (PT). Em 2022, Gonçalves Dias voltou a atuar na segurança de Lula durante a campanha eleitoral. O general é o primeiro ministro do terceiro mandato de Lula na Presidência a cair.

Fonte: Jovem Pan.

POSTS RELACIONADOS

Inscrever-se
Notificar de
0 Comentários
Feedbacks Inline
Ver todos os comentários
plugins premium WordPress
0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x