São Luís/MA: Consultor jurídico pode ter sido morto a mando de facção criminosa, aponta polícia.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

A Polícia Civil tem como uma das principais linhas de investigação que o consultor jurídico Samuel Araújo foi morto a mando de facções criminosas. O motivo é que Samuel havia sido preso, em 2015, por tráfico de drogas.

O corpo de Samuel foi encontrado, na tarde desta quinta-feira (19), em uma cova rasa na comunidade Portelinha, na região do bairro Alto do Calhau, em São Luís. Até então, a vítima estava desaparecida desde o dia 12 de outubro.

De acordo com o delegado-geral de Polícia Civil, Jair Paiva, as investigações ainda estão em andamento, mas existe a hipótese de homicídio a mando de facções, também pela forma como o corpo foi encontrado. No entanto, outras motivações também são apuradas.

“Essa é uma das principais linhas de investigação. No momento, o corpo ainda está sendo periciado, mas foi encontrado com mãos e pés amarrados e também com o rosto coberto”, afirmou Jair Paiva.

O corpo de Samuel foi encontrado após trabalho do Serviço de Inteligência da Polícia Civil e com ajuda de cães farejadores.

“Nós fizemos a localização agora através da Superintendência de Homicídios, com apoio do Núcleo de Operação com Cães (NOC). Os cães apontaram, primeiramente, uma cova em que o pessoal percebeu que já tinha sido colocado alguém lá, mas estava vazia. E um segundo local, apontado pelos cães, nos deparamos já apontando partes de um corpo. Então, nós acionamos o Corpo de Bombeiros bem como a perícia, através do ICRIM/IML, para fazer a retirada e translado desse corpo para passar por perícia”, explicou o delegado-geral da Polícia Civil no Maranhão, Jair Paiva.

Fonte: G1-MA.

POSTS RELACIONADOS

Inscrever-se
Notificar de
0 Comentários
Feedbacks Inline
Ver todos os comentários
plugins premium WordPress
0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x