Recife/PE: Mulher é torturada com choques e jogada de escada pelo namorado; agressor é preso em flagrante e liberado.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Uma mulher foi jogada da escada pelo namorado durante uma discussão no bairro de Água Fria, na Zona Norte do Recife. De acordo com a família da vítima, ela também foi agredida e torturada com choques elétricos após uma crise de ciúmes do homem, que foi preso em flagrante e liberado em seguida.

O crime, que é investigado como tentativa de homicídio, aconteceu na manhã da sexta-feira (8/12), na Rua Júlio José de Souza, e foi confirmado nesta terça-feira (12/12) pela Polícia Civil. A defesa do acusado nega as agressões.

A vítima tem 36 anos e trabalha como camareira, e familiares afirmaram que o casal tinha discutido na casa da vítima e, depois de um certo tempo, o homem, identificado como Sandro Soares de Lima, de 40 anos, voltou para pegar o celular dela escondido.

A mulher procurou pelo aparelho e só descobriu que estava com o namorado quando ligou para o próprio número. Ao chegar na casa do companheiro, a discusão entre os dois continuou e Sandro deu socos e chutes na namorada.

Os familiares também contam que o agressor usou fios de energia para dar choques na vítima. “Não escutamos os gritos dela, ela estava aguentando os choques calada. Só ficamos sabendo dos choques no sábado, quando a delegada chegou no hospital para falar com ela”, afirmou uma testemunha, que não quis se identificar.

Além disso, segundo parentes, o agressor deu um pontapé que fez com que a vítima caísse de uma escada de três metros.

A vítima foi socorrida por familiares para o Hospital da Restauração, no Derby, aérea central do Recife. Ela teve fraturas no rosto e passou por uma cirurgia no maxilar.

Sandro fugiu do local do crime, mas se apresentou na Delegacia da Mulher, no bairro de Santo Amaro, também no Centro. Ele foi preso em flagrante, mas foi liberado em audiência de custódia.

A família da vítima conta que essa não foi a primeira vez que a vítima foi agredida, em quatro anos de relacionamento. “Ele já fazia isso antes, mas ela não contava para a família, e nós ficamos sabendo depois”, disse.

A vítima, que segue internada, tem estado de saúde considerado estável. Para a família, o sentimento é de insegurança.

“Ele sempre demonstrava esse tipo de comportamento com ela, e sempre ameaçava. A gente sempre pedia para ela se afasta dele”, afirmou a testemunha.

A sentença de liberdade provisória de Sandro Soares foi assinada pelo juiz Roberto Jordão de Vasconcelos, da 3ª Vara do Tribunal do Júri Capital.

Ele decretou que o agressor não pode se comunicar com a vítima e seus parentes. Nesse período, ele terá que usar tornozeleira eletrônica e comparecer à Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres) quando for convocado.

Em caso de descumprimento de alguma das medidas, a Justiça pode decretar a prisão preventiva dele.

Defesa

Por meio de nota, o advogado Allysson Botelho disse que Sandro nega a acusação de que teria derrubado a suposta vítima da escada e afirma que, a vítima “teria arremessado um conjunto de várias chaves contra Sandro. Em resposta, no calor do momento, Sandro teria jogado as chaves de volta, sem a intenção de causar danos físicos. Infelizmente, essas chaves atingiram as costas da vítima enquanto ela descia as escadas, levando-a a cair”.

A defesa também diz que Sandro “expressa profundo arrependimento por suas ações e reconhece que seu comportamento ciumento contribuiu para a escalada da situação”.

Além disso, Sandro, segundo o advogado, nega ter agredido ou dado choques na mulher.

“Reconhecendo a necessidade de ajuda, o acusado já procurou assistência psicológica, demonstrando a intenção de resolver essas questões de forma responsável. Ele entende a urgência em receber ajuda para lidar com seus problemas e afirma que nunca teve a intenção de machucar alguém”, afirma a nota.

POSTS RELACIONADOS

Inscrever-se
Notificar de
0 Comentários
Feedbacks Inline
Ver todos os comentários
plugins premium WordPress
0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x