Judiciário abre inscrições para casamento comunitário gratuito na cidade de Penalva/MA.

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Casais que moram em Penalva e querem oficializar a união poderão participar do  Casamento Comunitário que será realizado no dia 6 de julho, às 17h, na sede do Sindicato dos Servidores Públicos, no Campo de Pouso da cidade .

O Judiciário de Penalva abriu 100 vagas para casais de baixa renda participarem da cerimônia, com inscrições gratuitas, que poderão ser feitas até o dia 31 de maio, das 8h às 12h e das 14h às 17h, no cartório extrajudicial, localizado na Rua Babaçu, nº 360, Centro -, telefone 983358-1186.

O casamento comunitário é promovido pela Vara única de Penalva e está sendo organizado pela juíza Nivana Pereira Guimarães, diretora do fórum, que autorizou a realização da cerimônia na Portaria-TJ nº 2106.

Todos os atos de Registro Civil necessários à realização do “Projeto Casamentos Comunitários” serão praticados gratuitamente, sendo proibida a cobrança de qualquer taxa ou despesa pelo cartório aos noivos. Os atos cartorários serão ressarcidos pelo Fundo das Serventias de Registro Civil de Pessoas Naturais do Maranhão (FERC).

DIREITO À CONVIVÊNCIA FAMILIAR

Na portaria, a juíza considerou que o objetivo do casamento comunitário é “consolidar a família como núcleo básico de acolhida, convívio, autonomia e sustentabilidade e protagonismo social” e defender o “direito à convivência familiar, entendendo-a como núcleo afetivo, vinculado por laços consaguíneos, de aliança ou afinidade, e promover os direitos humanos, a proteção e garantia dos direitos civis da família e sucessões”.

DOCUMENTAÇÃO

Os interessados deverão comparecer ao Cartório Extrajudicial munidos dos seguintes documentos: certidão de nascimento, carteira de identidade, carteira de trabalho, carteira profissional, passaporte, carteira de identificação funcional ou carteira nacional de habilitação; autorização por escrito das pessoas responsáveis, caso os noivos tenham entre 16 e 18 anos incompletos; declaração de duas testemunhas maiores que atestem conhecê-los e afirmem não existir impedimento para o casamento; declaração do estado civil, do domicílio e da residência atual dos noivos e de seus pais, se forem conhecidos; comprovante de residência; certidão de óbito do companheiro falecido, sentença declaratória de nulidade ou de anulação de casamento.

POSTS RELACIONADOS

Inscrever-se
Notificar de
0 Comentários
Feedbacks Inline
Ver todos os comentários
plugins premium WordPress
0
Adoraria seus pensamentos, por favor, comente.x